sábado, 4 de outubro de 2008

Projeto com contos de fadas

OBS: ENCONTREI ESSE PROJETO NA INTERNET E ESPERO QUE SEJA ÚTIL PARA ALGUÉM.






Projeto: Reescrevendo histórias

Autora: Vera Elena Gruenfeld

Série: 1ª série

Tempo necessário: Dez aulas

Introdução
Em sociedades letradas, desde muito cedo, as crianças demonstram interesse e fazem reflexões sobre a função e o significado da escrita. Para que possam escrever autonomamente, é preciso que entrem em contato com diversos tipos de textos já nas quatro séries iniciais do Ensino Fundamental. O professor deve apresentar aos alunos poesias, receitas, contos, fábulas, lendas, cartas etc.

Os contos de fadas, por exemplo, têm uma estrutura complexa e são importantes no processo de alfabetização, pois neles ocorre uma narrativa perfeita, com a seqüência apresentada sempre da mesma forma: cenário, problema, construção do clímax da história, clímax, resolução do problema e desfecho. Além do mais, a identificação emotiva entre os alunos e os personagens predispõe as crianças à leitura.

Com as atividades propostas a seguir, as crianças darão um passo para a percepção de elementos da linguagem escrita. Perceberão elementos da estrutura de textos lingüísticos e discursivos e avançarão com relação ao domínio das normas da Língua Portuguesa. Terão também oportunidade de produzir algo com uma finalidade sócio-cultural e vivenciar uma prática que ocorre normalmente fora da escola, como escrever livros.

Objetivos
Ao final deste trabalho, os alunos serão capazes de:
- demonstrar conhecimento de diferentes contos de fadas;
- produzir e revisar textos;
- refletir sobre o uso das convenções que normatizam os usos da Língua Portuguesa com relação à ortografia;
- comunicar-se e expressar-se através de situações de intercâmbio social, elaborando e respondendo perguntas.

Recursos didáticos
Giz, lousa, papel sulfite, canetas coloridas, lápis de cor, livros de contos-de-fadas.

Organização da sala
Roda de discussão para modificações ou ajustes no texto que será criado pelo grupo;
Duplas para fazer a primeira revisão de um trecho escrito por um colega.

Desenvolvimento da atividade/ procedimentos
1) Faça no quadro-negro ou em um cartaz uma lista, em ordem alfabética, dos contos tradicionais mais conhecidos pela turma.
2) Diariamente, reserve um tempo para ler com a classe as histórias escolhidas.
3) Escolha com o grupo uma das histórias e leve para a classe várias versões para ler com as crianças, destacando semelhanças e diferenças com relação a: tipo de texto organização do texto personagens que compõem a história seqüência em que se desenrola a trama tempo em que as histórias se desenvolvem cenários
4) Discuta com o grupo algumas características e formas de organização dos contos.
5) Faça um planejamento da escrita. Assegure-se de que o tipo de texto que será produzido foi trabalhado em sala, com a discussão sobre a estrutura dos diálogos e a observação de todos os aspectos textuais. Proponha então a redação coletiva e individual de novas versões para um conto. Por exemplo: "Agora, que vocês já ouviram diversas versões sobre a história 'Os Três Porquinhos', crie a sua, mantendo os principais elementos dos textos lidos: personagens, estrutura narrativa etc."
6) Faça revisões dos textos coletivos em roda, destacando os elementos que exigem maior atenção.
7) Faça cruzadinhas, jogos de forca ou stop utilizando variações que sistematizem dificuldades ortográficas, como o uso de x, ch, ç, ss, s. O bingo de palavras pode envolver as que apresentaram mais erros.
8) Crie com a classe uma legenda para as correções de textos como
______ : erro de ortografia
( ): erro de vocabulário
+ : erro de pontuação
* : letra maiúscula
** : erro de acentuação

Exemplo: "Os porcinhos forão para o Egito, mas como não sabiam falar a língua (egitana)
não podiam conversar +O mais velho, que se chamava *edu, teve uma **ideia que contou para o irmão do meio."
9) Proponha uma revisão dos textos individuais em duplas, usando a legenda criada para correções.
10) Finalize a atividade, pedindo ilustrações para a nova versão do conto e a criação de um livrinho para ser lido por outras classes.
Avaliação
Durante o desenvolvimento da atividade, é possível avaliar como o aluno:
utiliza em outros contextos de produção escrita, os conhecimentos que constrói a respeito da pontuação (veja o 1º objetivo);
usa seus conhecimentos diante do texto para pontuá-lo a fim de atribuir significado a ele (veja o 2º e o 3º objetivos);
argumenta para defender o seu ponto de vista (veja o 4º objetivo);
colabora com o grupo (veja o 5º objetivo)

Contextualização
Esta proposta permite que os alunos trabalhem com contos tradicionais, um tipo de texto que a maioria das crianças já conhece ao chegar à 1ª série. Isso proporciona uma situação favorável para se trabalhar com as normas da Língua Portuguesa; os momentos adequados para ler, ouvir, falar e escrever; a utilização de diversos tipos de registros (lista, livro); a linguagem escrita como forma de organização de informações; a maneira culturalmente adequada para escrever.
Sugestões para trabalho interdisciplinar
Em História e Geografia, as crianças poderão trabalhar, com pesquisas sobre a vida no tempo dos castelos.
Em Matemática, é possível fazer gráficos e tabelas demonstrando quais contos que têm mais versões, quais as personagens que mais aparecem nas histórias lidas (madrasta, lobo, princesas).
Em Artes, proponha uma pesquisa sobre as obras que retratam lugares ou roupas usadas nos contos de fadas, como, por exemplo, as pinturas da Idade Média. A professora pode pedir para que os alunos montem maquetes dos castelos e representações de príncipes, princesas e bruxas. Músicas e danças que eram praticadas nos verdadeiros castelos podem ser pesquisadas e apresentadas aos colegas em forma de sarau.
Aprofundamento do conteúdo
Para aprender a escrever convencionalmente, os alunos criam hipóteses até se tornarem "alfabéticos". Esse processo de aprendizagem da leitura e da escrita completa-se ao longo da escolaridade. Mesmo antes de atingirem esse estágio, os alunos devem tomar contato com vários tipos de textos, pois assim poderão descobrir as suas propriedades, funções sociais e estruturas.
Esta proposta contempla dois tipos de textos: contos de fadas e listas. O trabalho favorece a compreensão da linguagem escrita e do código de escrita alfabético. O professor precisa conhecer as características dos diversos tipos de textos e criar atividades para que as crianças possam mostrar sua capacidade de produção. Um bom exercício é dar partes de textos para elas escreverem o início, o final ou o meio dessas histórias.
Exercer o papel de escritores, revisores e ilustradores, seguindo as normas para apresentação do livro, podem ser procedimentos fundamentais para que se compreendam dados culturais da sociedade.

Bibliografia
JOLIBERT, Josette, Formando Crianças Produtoras de Texto, Vol. II, Artes Médicas, Porto Alegre, 1994
KAUFMAN, Ana Maria e RODRIGUEZ, Maria Elena, Escola, Leitura e Produção de Textos, Artes Médicas, Porto Alegre, 1995
KOCH, Ingedore Grünfeld Villaça, Desvendando os Segredos do Texto, Editora Cortez, São Paulo, 2002
TEBEROSKY, Ana e CARDOSO, Beatriz, Aprendendo a Escrever, Perspectivas e Implicações Educacionais, Editora Vozes e Unicamp, 1993

15 comentários:

CÍNTIA disse...

GEGÊ MINHA QUERIDA !

SOU SUA FÃ ... ADORO PASSAR POR AQUI !

SUAS IDÉIAS ENRIQUECEM NOSSO TRABALHO .

OBRIGADA POR COMPARTILHAR


BJOS MIL

CÍNTIA MACIEL

Anônimo disse...

a você desejo tudo de bem bom!!!!!!!!!!!!!
Você precisa o saber o prazer que é visitá-la...
Bjs!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Passei por aqui para enriquecer um pouco mais...
Afinal ... saber não ocupa espaço!
Um grande abraço.

Anônimo disse...

Gegê.

Adorei suas idéias e agradeço de você poder e querer compartilhar com quem é menos inexperiente e esta apenas engatinhando.

Muito obrigada..

Beijos
. . .

Gil disse...

amei seu blog...estou tentando organizar um, mas ainda to meio perdida, se posivel me manda umas dicas...

Anônimo disse...

Amei seu blog...
Estou sempre visitando-o buscando inspirações para inovar meu trabalho.

Anônimo disse...

PARABÉNS PROFESSORA PELAS ATIVIDADES, SUAS IDÉIAS SÃO MARAVILHOSAS!iREMOS APLICÁ-LAS EM NOSSA FEIRA DA LEITURA!
PROFESSORAS IZABEL E NADYLVA (BARCARENA-PARÁ)

Anônimo disse...

Olá, tudo bem?
Gostei muito das sugestões de atividades do ses blog!
Nunca havia passado por ele!
Muito obrigada por compartilhar!
Tbm compartilho atividades com minhas colegas da escol!
Bjs

sueli disse...

Ola professora Gegê...gosto muito do seu trabalho bjus...fika com deus

Andreia Marques disse...

Querida professora, como gosto de visitar seu Blogger, ele muito me auxilia em meu trabalho.
Que nosso Senhor Jesus Cristo te abençoe muito e te dê muita coragem e sabedoria para continuar esse serviço tão lindo...
Abraços.

ana disse...

Gege muito obrigada pois estou iniciando um projeto escolar contos de fadas e sua ajuda sera muito util obrigada por dividir conosco sua Experiência .obrigada e um grande beijo Paula Ramos

Da Paz disse...

Olá, Professora Gegê!
Bom dia!
Seu projeto veio na hora certa.
Você não vai quebrar-me um galho, vai derrubar uma árvore. RSRSRSRS
Obrigada!
Caso você tenha um tempinho, faça uma visita em o Quiosque de Letras http://j-p-s-ltf-eterna-estudante.blogspot.com; Minha sala de visitas e meus trabalhos acadêmicos http://jps-ltf-eternaestudante.spaces.live.com
Seu comentário será de grande importância.
Mais uma vez obrigada, abços, tenha uma excelente semana!

Anônimo disse...

Muito bom essa atividade, ajudam e muito os alunos a se interessaram mais pela leitura, e de forma animada e discontraida.

professora osmarina disse...

Obrigada pela sugestão do projeto, pois estou reescrevendo o projeto da nossa escola e esse seu veio acalar, suas idéias so vieram somar.
BJOS!

Marina.
10/04/2011

Anônimo disse...

Gege minha amiga amei a suas ideias.
kissssssssssssssssssssssssssssssss